Quebra Pedras

14,26

Código de Barras: REF: n.d. Categorias: ,

Ajuda na redução e eliminação do cálculo renal e cálculo biliar. Ação diurética e antioxidante.

Cálculos Renais ou Pedra nos Rins são estruturas sólidas que resultam da aglomeração de cristais que se formam nos Rins a partir de sais minerais da urina. Os Cálculos Biliares são depósitos duros que se formam dentro da Vesícula Biliar devido a desequilíbrios nos componentes da Bílis, sendo que na sua maioria são formados por Colesterol.

Quebra Pedras é o suplemento alimentar que auxilia o bom funcionamento do Sistema Urinário, ajudando a eliminar os cálculos renais mas também auxilia na redução e eliminação dos cálculos biliares. Na sua composição incluí extratos de plantas com as seguintes propriedades:


– Boldo: É uma planta medicinal muito utilizada para problemas de Fígado, Estômago e de retenção de líquidos. O seu principal componente ativo, a Boldina, apresenta propriedades colagogas, estimulantes do fluxo biliar (aumento da secreção biliar). Apresenta capacidade antioxidante protegendo as células dos danos provocados pela acumulação de toxinas, além de reparar os danos provocados pelos radicais livres, promovendo também uma ação hepatoprotetora. Existindo um melhor funcionamento hepático, previne-se a acumulação de gorduras (incluindo Colesterol) no Fígado, evitando, assim, a formação de cálculos biliares. Esta planta também atua como desinfetante das vias urinárias pela sua ação diurética, pelas propriedades antimicrobianas e antibacterianas e ajuda a reforçar a capacidade do Sistema Imunitário em combater vírus, bactérias e fungos.

– Cavalinha: É uma planta muito utilizada como remineralizante, dada a elevada percentagem que contém de Sílica. Ajuda a eliminar os líquidos através da urina sem que se percam os sais minerais. Este facto constitui uma grande vantagem relativamente a fármacos e outros diuréticos, cuja ação faz com que todos os minerais sejam eliminados. Devido à sua ação diurética, também promove a eliminação do excesso de ácido úrico através da urina, sendo assim útil em casos de Litíase.

– Bétula: No que diz respeito à constituição química, as folhas da Bétula apresentam elevado teor em flavonóides (cerca de 3%), com predomínio de Hiperósido e outros como a quercitrina, quercitina e miricetina; óleo essencial, caracterizado pela presença de álcoois sesquiterpénicos e salicilato de metilo; taninos, leucoantocianidinas, vitamina C, ácidos fenólicos, resinas e sais minerais. São responsáveis pela diurese que favorece a eliminação de água, ureia e ácido úrico, ajudando a reduzir vários tipos de edemas, nomeadamente os decorrentes de disfunções renais, e útil para prevenir a formação de cálculos a nível renal e biliar. As preparações à base de Bétula são empregues com sucesso em casos de gota por apresentarem ação depurativa. É normalmente usada como coadjuvante no tratamento de doenças das vias urinárias por infecção bacteriana ou inflamação (pielonefrites, uretrites, cistites, entre outras).

– Rábano Negro: Tem atividade colerética (aumenta a secreção de bílis), hepatoprotetora e aumenta o peristaltismo intestinal. Ao melhorar o funcionamento hepático, há maior controlo da produção e eliminação de Colesterol, evitando a sua acumulação associada à formação de cálculos biliares. Previne a Litíase (pedra nos Rins) e as suas complicações.

– Uva-ursina: Amplamente utilizada para o tratamento e prevenção de infeções do trato urinário que são uma das principais causas para a formação de cálculos renais. Estudos recentes mostraram que esta planta possui propriedades antibacterianas e é rica em taninos que, com a sua ação adstringente, ajudam a reduzir a inflamação. Uma dieta alimentar alcalina (rica em vegetais, por exemplo) aumenta a eficácia dos ingredientes ativos presentes na Uva-ursina.

– Dente de Leão: Possui, nas suas raízes, constituintes amargos, polifenóis, triterpenos, inulina, mucilagem e sais minerais. Os constituintes amargos são responsáveis pela ação estimulante do apetite e os polifenóis conferem propriedades colerética (aumenta a secreção da bílis) e diurética, sendo esta ação reforçada pelos sais minerais, sem provocar perda de Potássio. Tem uma ação laxante suave pela presença de inulina. As raízes de Dente de Leão são indicadas para casos de disfunção hepatobiliar infeções urinárias, litíase renal e vesical.

– Quebra Pedra: Uma planta medicinal que ajuda na eliminação de cálculos biliares (pedra na vesícula biliar) e cálculos renais (pedra nos rins). Existem diversos estudos que avaliam a atividade de extratos de Quebra Pedra a nível dos Rins. Um desses estudos comprova que a utilização da planta promove um relaxamento dos ureteres (estrutura do sistema urinário) que, aliado a uma ação analgésica, facilita a descida dos cálculos, geralmente sem dor nem sangramento, aumentando a filtração glomerular (primeiro de três processos renais para formar a urina e excretar o ácido úrico) e a excreção de ácido úrico. O extrato de Quebra Pedra também normaliza os níveis altos de cálcio urinário diminuindo a formação dos cálculos em pacientes, por interferir nos primeiros estágios de formação de pedra nos rins. Para além disto, a Quebra Pedra tem atividade antiviral contra o vírus da Hepatite B, ação hepatoprotetora e atividades anti-hipercolesterolémica e anti-hiperglicémica.

– Cereja Brava: É, essencialmente, rica em sais de Potássio e Flavonóides que lhe confere características diuréticas, aumentando a eliminação de líquidos. Devido à capacidade das preparações dos pedúnculos do fruto promoverem a diurese, a Cerejeira é considerada um dos melhores diuréticos vegetais conhecidos, sendo utilizada na atenuação de sintomas associados a infeções urinárias, edemas, hiperuricémia, hipertensão arterial, bem como na obesidade e retenção de líquidos.

– Grama Francesa: Devido à presença de Sais silícicos, é remineralizante e, pelo Manitol, é diurética. É benéfica como diurético nas afeções urinárias, prevenindo ainda a Litíase (formação de pedra nos Rins).

– Magnésio: Mineral importante para o funcionamento do organismo, estando relacionado com mais de 300 reações enzimáticas. O Magnésio ajuda a evitar a formação de Oxalato de Cálcio nos Rins, pois ao ligar-se ao Cálcio da urina, reduz a quantidade de Cálcio disponível para formação de Pedra.

Tomar 15 mililitros por dia diluídos num copo de água. Em caso de maior necessidade pode repetir a dose.

Água purificada; Aroma de maçã; Boldo (Peumus boldus) folhas, ext. seco (4:1); Cavalinha (Equisetum arvense) partes aéreas, ext. seco (5:1) fornecendo 7% Silício; Bétula (Betula alba), folhas, ext. seco (5:1); Rabano negro (Raphanus sativus) raiz, ext. seco (5:1); Uva Ursina (Arctostaphylos uva-ursi) folhas, ext. seco (7:1); Dente de Leão (Taraxacum officinale) raiz, ext. seco (9:1); Conservantes (Sorbato de potássio); Quebra Pedra (Phyllanthus niruri) erva, ext. seco (10:1); Acidificante (Ácido Citríco); Estabilizante (Goma xantana); Cereja Brava (Prunus avium) fruto ext. seco (10:1); Grama Francesa (Agropyron repens) raiz, ext. fluído; Magnésio (Óxido de magnésio) e Edulcorante (Sucralose e Glicosídeos de esteviol).

*Valor de Referência do nutriente

500 mililitros

Não está recomendado para crianças, grávidas e lactantes. Manter fora do alcance das crianças. Não exceder a dose diária recomendada. Conservar em local fresco e seco.

{{ reviewsTotal }}{{ options.labels.singularReviewCountLabel }}
{{ reviewsTotal }}{{ options.labels.pluralReviewCountLabel }}
{{ options.labels.newReviewButton }}
{{ userData.canReview.message }}
Nota: Confirmar a informação no rótulo/caixa do artigo. Uma vez que as informações disponibilizadas podem sofrer alterações de acordo com o lote, deverá considerar sempre a informação que acompanha o produto recebido.